SATANISMO – AOS QUE QUEREM ACORDAR O OLHO DE HÓRUS 

Seguimos nosso caminho sem atrapalhar o do próximo, mas, qual deve ser o limite de nossa compaixão? Será que somos complacentes com a injustiça de terceiros? Será que existe entre a bondade e a perversidade um ponto de equilíbrio? Perguntas como essas nos fazem refletir em como tratar as condições humanas de hostilidade, e se for realmente algo desonesto forjado por terceiros a consequência deve sem sombra de dúvida ser devidamente paga com uma punição pertinente, porque fazemos o bem a todos e sendo assim, é inadmissível a permissividade de condutas destoadas em nossa direção. Somos o olho de Satan na terra, desta forma o olho de Hórus se mantém dormindo em climas de paz, justiça e integridade, mas, quando há pessoas que querem fazer o mal, esse olho acorda e passa a trabalhar, servimos a um Deus justo e temos ao nosso lado guias poderosos, temos que pedir a Eles no nome do nosso Deus Satanás o devido resgate pela covardia. Realmente a dor pouco nos importa, porque não aplicamos a lei do amor desorientado, temos a balança de Anúbis, notem o que diz o wikipédia: 

Os egípcios acreditavam que no julgamento de um morto o coração dele era pesado numa balança e a Pena da Verdade (que pertencia à consorte de Toth, Maat, a deusa da verdade). Caso o coração fosse mais pesado que a pena o defunto era comido por Ammit (um demônio cujo corpo era composto por partes híbridas de leão, hipopótamo e crocodilo), mas caso fosse mais leve a pessoa em questão poderia ter acesso ao paraíso ou a alma voltaria ao corpo. Anúbis era quem guiava a alma dos mortos.

Somos o reflexo de nosso Pai no Egito e nossos Deuses com nomes modificados são apenas a representação de tudo que existiu lá, assim, entendemos que devemos proceder com as mesmas ações dos antigos Deuses, nesse caso retiramos a referência de Anúbis que analisava os pecados de terceiros, por assim dizer, esse Deus não tolerava a maldade e praticava a destruição do inimigo, assim, hoje somos o olho de Satanás na terra, somos o olho de Hórus, analisamos a maldade pesamos e então damos dádivas e graças ao Deus do Egito Anúbis por nos ensinar a ser justo com os merecedores e destrutivo para com os covardes, desleais e sem justiça dentro de seus corações. 

Assim, em face de perseguição, estendemos nossas mãos e bradamos para nossos guias para que ele nos tragam alívio de nossas frustrações por falta de bom senso de alguns, neste caminho tortuoso sempre haverá os que sofrerão pelas suas maldades, mas, o que temos que ter em mente é que não podemos praticar o mesmo, porque se assim o fizermos cairemos também nas mãos do Deus Anúbis, hoje esse Deus é percebido como a lei de “causa e efeito”. 

Somos o reflexo dos Deuses, agimos com a balança de Anúbis e proporcionamos o merecimento a cada um, esse é o legado do satanista espiritual, abençoar aos merecedores e destruir aos que nos tentam prejudicar, não somos servidores do mal, mas servidores da justiça, sabemos que todos nós morreremos um dia, mas, quando esse dia chegar que Anúbis nos traga a balança e pese nossos corações com a devida assiduidade, coloque a pena do outro lado da balança, porque temos certeza que estaremos do outro lado favorecidos, porque usamos a lei de causa e efeito, porque sabemos que somos pessoas justas e praticamos o bem.

Texto Samael Black profeta do Deus Satanás

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s